DPOC



A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) acomete os pulmões dificultando a respiração e é causada, principalmente, pelo cigarro. Quem trabalha com gases nocivos (pizzaria, olaria, pintura) também pode desenvolver a doença. A forma mais comum do seu diagnóstico é o exame chamado de espirometria.


Segundo a Organização Mundial da Saúde, a DPOC afeta 384 milhões de pessoas pelo mundo e causa a morte de 3 milhões anualmente.


O avanço nos estudos da DPOC não acompanha o crescimento da população mundial portadora da doença; por muitos anos novos tratamentos têm se tornado disponíveis, e médicos buscam novas aplicações para os antigos tratamentos.


Tratamentos tradicionais da DPOC geralmente consistem na combinação dos seguintes medicamentos:


-Broncodilatadores de curta-duração (albuterol);

-Anticolinérgicos de curta-duração (Brometo de ipratropio);

-Broncodilatadores de longa-duração (salmeterol, formoterol, olodaterol);

-Esteróides inalatórios (beclometasona, budesonida, fluticasona);

-Anticolinérgicos inalatórios de longa-duração (tiotropium);


Muitos desses medicamentos são ministrados em conjunto e, hoje em dia, combinados em uma única dose. Além de medicamentos novos e tradicionais, largar o fumo, dieta adequada e se imunizar apropriadamente são outras formas de melhorar a condição da DPOC.


A DPOC não é tão conhecida como doenças cardíacas ou câncer, mas é a terceira maior causa de mortes nos EUA. Embora não haja cura, existem várias medidas que podem ser tomadas para diminuir seu avanço - incluindo aprender mais sobre o assunto. Vamos citar alguns pontos que você deve saber sobre a DPOC e que podem te ajudar a respirar um pouco melhor.


-A melhor coisa que você pode fazer: largar o cigarro. Deixar esse hábito previne complicações e diminui a progressão da doença. Trace um plano avisando amigos e familiares, ocupe-se, evite cafeína e bebidas alcoólicas, passe mais tempo com quem não fuma e em lugares onde fumar não é permitido. Quanto mais ajuda você tiver, maiores as chances de sucesso. Pra quem tem Asma, fumar nem pensar!


-Faça o possível para evitar fumaça de cigarro, químicos e poeira. Eles podem desencadear sintomas de bronquite crônica. Em dias que a poluição do ar estiver alta, tente ficar em casa e com as janelas fechadas. Se precisar pintar a casa ou detetizá-la, fique fora por uns dias para não se expor aos químicos que podem irritar suas vias aéreas.


-A DPOC também pode levar a problemas emocionais. Muitas pessoas com DPOC sentem estress, ansiedade e até depressão. Conte para seu médico como se sente emocionalmente e fisicamente. Você pode ser direcionado para um grupo de ajuda onde aprenderá como outras pessoas com DPOC lidam com seus sintomas. Isso mostrará que você não está só. Passar um tempo com amigos e com a família também fará com que se sinta bem.


-Muitas pessoas com DPOC, partircularmente com bronquite crônica, respiram rapidamente. Pergunte ao seu médico sobre um método de respiração chamado método freno-labial. Como funciona: ela diminui a velocidade da respiração, então suas vias aéreas ficam abertas por mais tempo. Isso significa que mais ar consegue passar para dentro e para fora, isso permite que você seja mais ativo ao passar do dia.


-Peça a alguém ajuda para rearranjar sua casa para que as atividades diárias fiquem mais fáceis e menos frustrantes. Por exemplo, deixe ao alcance objetos na cozinha que você usa com mais frequência. Talvez uma mesa com rodinhas ajude a mover objetos, e uma garra telescópica facilite alcançar áreas mais difíceis.


-Pergunte ao seu médico se utilizar um humidificador em casa pode ajudar. Humidificar o ar pode ajudar a quebrar o muco e reduzir o chiado associado a bronquite, oque facilita o ar a fluir pelas vias aéreas.


-Exercite-se regularmente e tenha uma dieta balanceada.


Deixe sua opinião, ajude-nos a divulgar nosso trabalho; compartilhe nosso link nas redes sociais!

85 visualizações1 comentário
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now